REVISTA ESPORTIVA
redacao

Vasco e Botafogo se unem a Corinthians contra a volta do público aos estádios

Em junho, presidente do Fluminense também disse que só aceitaria retorno dos torcedores se fosse de maneira geral

0

Apesar da liberação por parte da prefeitura do Rio de Janeiro na última sexta, não vai ser tão fácil termos, em outubro, torcida presente nos estádios. No mesmo dia da declaração do prefeito carioca, Marcelo Crivella, de que, para diminuir o fluxo de pessoas nas praias, promoverá a volta do público nos jogos de futebol, o Corinthians, na figura de seu presidente Andrés Sanchez, disse que, se isso não acontecer de forma geral, o Alvinegro de Parque São Jorge abandonará o Campeonato Brasileiro.

Neste sábado, o clube paulista encontrou eco em dois clubes do Rio. Através de nota oficial, o Botafogo, no final da manhã, também se mostrou contrário ao retorno do público somente na Cidade Maravilhosa. Mais tarde, a assessoria de imprensa do Vasco afirmou que “para se liberar torcida, deve se liberar em todo território nacional, pois não se pode criar um desequilíbrio esportivo”.

O Fluminense, até o momento, não se pronunciou sobre o assunto. Vale lembrar, porém, que, por ocasião do recomeço do Campeonato Carioca, em junho, o presidente do clube das Laranjeiras, Mário Bittencourt, que  na época, ao lado do Botafogo, não queria o retorno do Estadual naquele mês, afirmou que só seria favorável à volta dos torcedores se todos os demais clubes pudessem ter esse benefício e que, se isso não acontecesse, para manter a isonomia da disputa, mesmo havendo uma liberação no Rio, continuaria mantendo os portões fechados em jogos como mandante.

Assim como na volta do Estadual, o Flamengo é quem mais defende a volta dos torcedores dos estádios. Se isso acontecer, somente 30% da capacidade dos locais dos jogos seriam vendidas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.