Ulisses Santos: Noite épica e os futuros enfrentamentos colorados

A retomada colorada, depois da Copa América promete fortes emoções para a torcida alvirubra. O caminho dos títulos é feito assim.

Durante a Copa América os times das Séries A e B puderam abusar de treinos, fazer contratações, dispensas. Enfim, quem pôde se mexer, foi ao mercado; quem não pôde, resignou-se.

O Inter retornou da parada para disputar a vaga na semifinal da Copa do Brasil com o Palmeiras. Depois de ser derrotado por 1 a 0 em São Paulo, a equipe colorada precisava, pelo menos, devolver o mesmo placar e levar a decisão à marca da cal. O que se viu na última quarta-feira foi uma jornada épica de Odair Hellmann e seus comandados: não só devolveram o placar, com um golaço de Patrick, como dominaram as ações durante todo o jogo e chegaram a construir o placar necessário para obter a classificação durante o tempo normal. Porém, numa verificação equivocada, o árbitro – numa noite insegura e infeliz – anulou aquele que seria o gol decisivo.

Edenílson, um senhor meio-campista. Jogador que sabe como poucos como tratar a pelota. (Ricardo Duarte/Sport Club Internacional)

Tudo então foi para decidido nos pênaltis e quem brilhou, mais uma vez, foi o goleiro Marcelo Lomba. O melhor goleiro do Brasileirão de 2018 defendeu uma das cobranças do Palmeiras e viu o pênalti decisivo do palmeirense Moisés explodir no travessão. A madrugada do dia seguinte começaria com festa para a nação alvirubra.

Lomba defende uma das cobranças palmeirenses em vitória épica no Beira-Rio. (Ricardo Duarte/Sport Club Internacional)

As arquibancadas coloradas vibraram com os jogadores depois das cobranças pois vencer o melhor time do Brasil na atualidade é caso raro na atual temporada. E da forma que foi então…

Se quiser curtir os melhores momentos desta noite heróica, clique aqui

O elenco colorado “foi pra galera” na comemoração. (Ricardo Duarte/Sport Club Internacional)

Esta foi a primeira das decisões a serem enfrentadas pela equipe colorada neste período. Neste sábado (20/07), o Beira-Rio será palco do GreNal número 421, mais um nos 110 anos de História.

As notícias da semana dão conta que será um clássico de times mistos. As equipes terão logo ali enfrentamentos pela Copa Libertadores da América: dia 24, o Inter vai ao Uruguai enfrentar o Nacional e no dia seguinte o Grêmio recebe na Arena o Libertad, do Paraguai.

Importante lembrar que pela Copa do Brasil existe a possibilidade de um inédito clássico GreNal na decisão. Será de parar o Estado.

Vamos para mais um clássico GreNal com fortes emoções e que as equipes preocupem-se apenas em tratar bem a redonda.

Que tenhamos um GreNal de paz.

Saudações Coloradas,

Ulisses B. dos Santos.

@prof_colorado

1 comentário
  1. […] jogou com equipe mista o clássico GreNal número 421. Para ler a coluna sobre aquele jogo, clique aqui. (adsbygoogle = window.adsbygoogle || […]

Deixe uma resposta

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies