2017: Um ano para esquecer

0

O título da coluna desta semana é autoexplicativo. Mas de qualquer forma, não custa explicar.
Depois de anos namorando, finalmente no fim do ano de 2016, o Inter conseguiu casar com a Série B.
O ano iniciou sob o signo da única coisa que interessava: o acesso. Título da B? Era o que menos interessava. Se vier, ok. Se não vier, ok também. O que sempre interessou foi o acesso.
O Campeonato Gaúcho foi disputado na busca do hepta campeonato… deu Novo Hamburgo.
Veio então, como diz o poeta “a parte que nos cabe neste latifúndio”: A disputa do Campeonato da Série B.
A disputa do Inter consigo mesmo mostrou um time que oscilou, passou por duas crises, teve duas sequências de invencibilidade e encerrasse neste final de semana contra o Guarani de Campinas.
Apesar de tudo, conseguimos o acesso com certa antecedência.
E espera-se que a direção já esteja planejando 2018 que deve ter como parâmetros mínimos, o seguinte:

  • O Gauchão deve ser usado como laboratório, experiência para atletas, esquema tático…
  • A conquista de um título de relevância (Copa do Brasil, por exemplo)
  • Voltar a disputar competições internacionais em 2019.

Definitivamente, 2017 é um ano para ser esquecido.
Detalhe: ele pode ficar pior.
Ulisses B. dos Santos
@prof_colorado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies