Torcedores do Flu são unânimes quanto ao retorno do futebol, mas se dividem sobre não ida a encontro no domingo

Para alguns tricolores, presidente do Fluminense deveria comparecer à reunião com o prefeito Marcelo Crivella

O Fluminense mantém a sua posição de ser contrário ao retorno do futebol no Rio de Janeiro, enquanto permanecer a crescente da curva de casos do Coronavírus no Brasil e já avisou que não comparecerá à reunião de domingo, no Riocentro, com o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, na qual pode ser liberado os treinamentos nos CTs por parte dos clubes. Os torcedores do clube das Laranjeiras são unânimes no ponto de recomeço do Estadual, mas, em relação à não ida ao encontro com Crivella, acabam se dividindo nas opiniões.

Para muitos, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, está correto e ficar ausente da reunião no Riocentro. Um deles é o torcedor Ronaldo Paiva, Para ele, a vida, nesse momento, necessita ser prioridade.

“Isso aí!!! Não dá moleza!!! Vida é vida”, postou no Facebook.

Assim como Ronaldo, Márcio Silvério usou o Facebook para aprovar a decisão de Mário em não comparecer ao encontro com o prefeito Crivella.

“Belo exemplo. Parabéns !!!!”, escreveu.

Outros, porém, desaprovam a ausência de Mário na reunião de domingo. Sócio-torcedora e frequentadora quase assídua dos jogos do Fluminense, Vanessa Romariz acredita que, não indo, o presidente do clube das Laranjeiras estaria ‘fugindo da raia’

“Afinal de contas, foi o prefeito que convocou.Ele (Mário Bittencourt) deveria ir sim. Lá, o que vai ser decidido,é a opinião dele,o que acha a ser feito. Acho que tem de ir”, diz a tricolor, fazendo uma seguinte analogia.

“É a mesma coisa que o meu patrão convocar uma reunião e, por não achar o momento de a empresa, onde trabalho, retornar, eu não vou, o meu gerente não vai. O prefeito convocou, tem que ir”, finalizou.

Tricolor fanático, Fábio Braga dos Santos concorda com Vanessa e tem um discurso mais radical. Segundo o morador do Méier, Mário precisa ir e não ‘abaixar a cabeça’.

“Se ele for para dar um soco na mesa, ok. Não tem de agradar ninguém”, disse de forma enfática.

O diretor-executivo do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, também já declarou que não estará presente à reunião. O Alvinegro de General Severiano é parceiro do Flu na luta pela volta da temporada apenas depois do pico da pandeia do Coronavírus. Já Flamengo, vasco, Federação do Rio de Janeiro (FERJ) e os demais 12 clubes querem apressar o retorno do Carioca

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site Web utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros e web beacons para melhorar a sua experiência online, permitindo-nos adaptar os nossos conteúdos para si com base nos seus interesses e nos seus hábitos de navegação. Ao continuar a utilizar o nosso site Web, você aceita a utilização de cookies e de web beacons pela nossa parte. Para obter informações sobre os cookies que utilizamos, para obter mais detalhes sobre como processamos os seus dados pessoais e para obter informações sobre como pode retirar o seu consentimento (que poderá fazer em qualquer momento), clique em ler nossas políticas Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies