Tite diz que convocação da Seleção Brasileira “favoreceu o Palmeiras”

Seleção Brasileira enfrentará El Salvador na próxima terça-feira, às 21h30 (horário de Brasília), em Washington, nos Estados Unidos. O amistoso está marcado para a véspera dos confrontos de ida das semifinais da Copa do Brasil.

Uma coisa está diretamente ligada a outra pelo fato do Flamengo ter perdido Lucas Paquetá para enfrentar o Corinthians, que por sua vez não terá Fagner. Apesar de ter se machucado, o lateral também havia sido convocado para defender o Brasil. Além disso, Dedé desfalcará o Cruzeiro diante do Palmeiras. O clube alviverde, por outro lado, é o único em disputa que não teve jogadores chamados por Tite.

Tite se mostrou consciente das críticas que receberia pelas convocações (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Nessa sexta-feira, na entrevista coletiva após a vitória sobre os Estados Unidos por 2 a 0, o comandante da Seleção Brasileira reconheceu a dificuldade que impôs a esses clubes, admitiu também a vantagem que o Palmeiras acabou ganhando, mas deixou claro que as críticas já eram esperadas por ele antes da tomada da decisão.

“O que eu posso dizer é que sou oriundo de clubes e sempre tenho cuidado, sem prejudicar o trabalho da Seleção, sem tirar a ambição dos atletas. Não me permiti tirar dois atletas das equipes, procurei tirar um de cada e tinha a possibilidade de tirar mais jogadores de um time, vocês sabem, e oportuniza-los, como foi o caso de hoje. Isso é importante nessa etapa. Não queria prejudicar os clubes. Um lado meu não queria. E acaba prejudicando, e não tendo um (jogador) do Palmeiras, favorece o Palmeiras, tenho essa consciência, mas eu tenho que pensar no trabalho da Seleção e arcar com as críticas sobre a isso”, avisou Tite, ex-treinador de Caxias, Grêmio, Internacional, Atlético-Mg e Palmeiras

Por: Gustavo Henrique

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.