Sobre o arrego: D'alessandro pediu respeito ao Inter, mas jogadores do Grêmio negaram.

O clássico tem rendido muitas matérias pra imprensa nacional. E pra finalizar de vez com as especulações, o meia gremista Maicon resolveu soltar o verbo em uma entrevista coletiva e decifrar esse enigma que persegue a nosso extinto de curiosidade.
Em fim, o que parecia um tenebroso e destruidor fato, na verdade não se passou de um pedido de respeito por parte do meia do Internacional, Andres D’alessandro. Sim, o argentino, foi até o vestiário do Grêmio, pedir aos jogadores que tenham respeito e parem com as zoações fora da proporção institucional. Mas não foi atendido. Maicon levou a novidade até seus companheiros tricolores, e os mesmos negativaram o pedido, já que pra eles, D’alessandro sempre fez o mesmo.
Veja o que Maicon disse:

“…No dia do Gre-Nal que nós ganhamos de 2 a 1, onde a gente viveu uma situação desconfortável, onde diziam que iam ganhar da gente e rebaixar a gente no Campeonato Gaúcho. Não foi o que aconteceu, né? Fomos, lá ganhamos de 2 a 1. E logo em seguida que a gente fez dois gols, o D’Alessandro veio falar comigo e disse que queria falar comigo. Eu falei ‘tu joga e deu’. No final do jogo, nós ganhamos e deu que a gente ia novamente enfrentar eles pelas quartas do Gauchão. Depois do jogo, ele foi lá. Ele, mais o Roger que agora está no Corinthians, o Moledo e o Lomba. Eles pediram para a gente parar com as provocações, parar com o ‘Um Minuto de Silêncio..’, com o ‘Sasha c…’ e tudo mais. Falou que alguns jogadores nem estavam mais ali, mas esqueceu que ele sempre fez deboche com o Grêmio, sempre ofendeu o Grêmio, xingando e pegando caixão. Aqui se faz, aqui se paga… A resposta de todo mundo foi de que não ia ter arrego e nada. Se a gente ganhar, vamos zoar. Se eles ganharem, podem zoar. Foi isso e quando eu estava na porta do vestiário, o Damião passou e falou que a gente tinha que respeitar o Inter. Tem que respeitar mesmo, quando a gente ganha também. Não tem acordo, não existe isso no futebol. Principalmente se tratando de clássico com uma rivalidade dessas…”


Para encerrar essa peculiar e acirrada disputa de superioridade entre Grêmio e Inter, Maicon disse que não existiu nenhum um acordo entre as duas principais forças do estado do Rio Grande do Sul.
Nenhum jogador colorado se pronunciou ainda sobre as declarações do jogador gremista.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies