Silêncio da diretoria após eliminação causa irritação em torcedores do Flu

Tricolores lembram de vídeos de presidente com jogadores após vitórias e pedem a mesma postura nas derrotas

Quase 48 horas após o empate de 0 a 0 com o Union La Calera na última terça, no Chile, e a consequente eliminação precoce na Copa Sul-Americana, nenhum membro da diretoria do Fluminense concedeu qualquer declaração. Esse silêncio total vem gerando profunda insatisfação em grande parte da torcida do clube carioca.

Segundo alguns tricolores, alguém devia vir a público e dar um posicionamento sobre o que está sendo feito para se evitar novos vexames ao longo temporada.

O maior alvo das críticas é o presidente Mário Bittencourt. Para os torcedores, o presidente do Fluminese não deve surgir apenas nos momentos de vitórias, quando, inclusive, apareceu brincando com os jogadores nos vestiários após os 3 a 0 sobre o Botafogo, no Maracanã, pela Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. Considerado arcaico, o diretor-executivo de futebol, Paulo Angioni, também é vítima da ira dos tricolores.

O próximo compromisso oficial do Fluminense´é na quarta que vem, às 21h30 (de Brasília), em São Luís, capital do Maranhão, diante do Moto Club, o primeiro da equipe das Laranjeiras pela Copa do Brasil 2020. No domingo seguinte, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, o desafio será contra o Madureira, válido pela rodada de abertura da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler mais sobre isso

Políticas de privacidade e Cookies