Para aliviar o caixa, Flu pode antecipar venda de Marcos Paulo

Paralisação do futebol vem prejudicando o planejamento do Tricolor em 2020

A paralisação do futebol, por conta do Coronavírus, vem ocasionando graves prejuízos ao Fluminense, especialmente no seu caixa. Para minimizar esse problema, o clube deve ser obrigado a antecipar a venda do jovem atacante Marcos Paulo.  As informações são do portal “UOL Esporte” nesta quarta-feira.

O atleta, revelado na base do próprio Tricolor, tem vínculo até junho de 2021 e haviam conversas por renovação, mas a interrupção no esporte também brecou essa negociação. Diante da incerteza quanto ao futuro, a diretoria da equipe das Laranjeiras acredita que um aumento no atual valor da multa rescisória (cerca de R$ 245 milhões) poderia tornar uma transferência quase inviável.

No começo deste ano, o Fluminense recusou uma proposta do CSKA, da Rússia, de 7 milhões de euros (aproximadamente R$ 33 milhões), por 50% dos direitos econômicos de Marcos Paulo. Naquela ocasião, as tratativas não progrediram, pois a diretoria acreditava na possibilidade de conseguir valores melhores em janelas futuras e o próprio Marcos Paulo demonstrou vontade em permanecer no Tricolor para aguardar o interesse de outros centros da Europa.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site Web utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros e web beacons para melhorar a sua experiência online, permitindo-nos adaptar os nossos conteúdos para si com base nos seus interesses e nos seus hábitos de navegação. Ao continuar a utilizar o nosso site Web, você aceita a utilização de cookies e de web beacons pela nossa parte. Para obter informações sobre os cookies que utilizamos, para obter mais detalhes sobre como processamos os seus dados pessoais e para obter informações sobre como pode retirar o seu consentimento (que poderá fazer em qualquer momento), clique em ler nossas políticas Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies