Publicidade

Novo pedido de impeachment de Pedro Abad é protocolado no Fluminense

Mandatário convocou Assembléia Geral para daqui a três semanas com o intuito de antecipar as eleições presidenciais

Publicidade

Mesmo após a falta de quórum na reunião do último dia 26 de dezembro na sede das Laranjeiras, Pedro Abad ainda corre o risco de sofrer impeachemnt no Fluminense. EM entrevista concedida à Rádio Brasil na última quinta-feira, o presidente do Conselho Deliberativo do Tricolor, Fernando César Leite, confirmou que foi protocolado mais um pedido de afastamento imediato do mandatário do clube de Álvaro Chaves.

“Sim, foi entregue para o secretário (novo pedido de impeachment). Ele o levará para a Comissão Disciplinar para fazer uma análise. Nós esbarramos nos recessos de Natal e Ano novo, mas, a partir de segunda-feira, esse processo começará a ser analisado”, explicou o dirigente.

Ciente da grave turbulência política, Abad convocou uma Assembléia Geral para o próximo dia 26 de janeiro com o intuito de, através de consulta dos associados, antecipar as eleições presidencial que, a princípio, acontecem em novembro. ELe também poderia renunciar ao cargo, atitude essa totalmente desacreditada por Fernando César.

“Se ele renunciar, eu ocuparia a presidência até convocar uma nova eleição em até 45 dias. Pela convocação da Assembleia, é ele que continua na presidência até a realização de uma nova eleição. Ele, em momento nenhum, fala em renunciar. Então, creio que não vai acontecer. Ele vai antecipar a eleição”, complementou.

Por: Maximilian Pimenta

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas