No Flu, Everaldo reconhece incômodo por atrasos, mas descarta menos empenho

Atacante busca seu primeiro gol com a camisa tricolor em jogos no Rio de Janeiro.

0

Na manhã desta quinta-feira (18), o Fluminense realizou mais um treinamento, mas o assunto era fora de campo. O motivo? Os quatro meses de atraso dos pagamentos dos direitos de imagem dos jogadores. Em entrevista coletiva após o trabalho no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o atacante Everaldo reconheceu a chateação pela dívida, mas assegura que isso não influencia no rendimento ao longo das partidas.
“A gente confia na diretoria, sabemos que vão resolver. É chato, complicado, mas não influencia dentro de campo. Nossos jogadores são maduros, sabem diferenciar as coisas”, disse.
A diretoria do Tricolor das Laranjeiras reconhece a existência do débito e, como vem acontecendo desde o início da gestão do presidente Pedro Abad, não estabeleceu prazo para tudo ser regularizado.
Na semana passada, foram pagos os salários de agosto e a premiação acordada pelas classificações na Copa Sul-Americana. Já o pagamento do mês de setembro segue em aberto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies