Negociação entre Palmeiras e Globo segue emperrada

As negociações entre Palmeiras e Globo a respeito da exibição do Campeonato Brasileiro deste ano estão estagnadas. E sem qualquer perspectiva, neste momento, de evoluírem. Depois de cinco reuniões entre as partes, existem dois entraves que impedem a assinatura, o que pode tirar o Verdão da TV aberta e do pay-per-view durante a Série A

O primeiro ponto que emperra o acordo é a vontade da emissora de aplicar um redutor, que funciona como uma espécie de multa, no Verdão por ter fechado a TV por assinatura com o Esporte Interativo. A justificativa é de que o Palmeiras não pode oferecer o pacote completo, de TV aberta, fechada e pay-per-view, como feito com outros rivais.

O presidente Maurício Galiotte não aceita de forma alguma a aplicação da multa, que é mantida sob sigilo. O Blog apurou que tal punição poderia representar uma perda de até 15% do valor final.

O segundo ponto que trava o negócio é que a Globo não está disposta a bancar uma garantia mínima nos lucros do Verdão em cima do pay-per-view. Detalhe importante: Flamengo e Corinthians conseguiram tal privilégio em seus acordos. O Fla embolsará, na pior das hipóteses, R$ 120 milhões, contra R$ 110 milhões do Timão. Eles embolsavam 1/4 disso no ano passado.

O Palmeiras ainda defende que o pagamento do pay-per-view seja feito em cima do número de pacotes vendidos ou algo mais técnico, enquanto a Globo pretende pagar pelo menos em 2019 seguindo pesquisas do Ibope.

Em boa condição financeira, o Verdão não está disposto a ceder para fechar o acordo. Tanto que nem colocou em seu orçamento para 2019 qualquer receita com os direitos de transmissão do Brasileirão em TV aberta e pay-per-view.

Galiotte, inclusive, já comunicou Leila Pereira, patrocinadora do clube, sobre o risco de nenhuma das partidas alviverdes serem exibidas na Globo – apenas os jogos em TV fechada, nos canais escolhidos pelo Esporte Interativo, seriam exibidos.

Além do Palmeiras, o Athletico Paranaense também não chegou a um acordo com a Globo. Isso significa que dos 380 jogos do Brasileirão, 74 ficarão descobertos. Se Verdão ou Furacão estiverem na disputa pelo título ou seus adversários, por exemplo, na rodada final, a Globo deixará de transmitir pela primeira vez desde 1986 um jogo que consagra o campeão.

Gustavo

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas