REVISTA ESPORTIVA
redacao

Ministério Público breca intenção de volta do Estadual

Segundo órgão, Campeonato Carioca só deve retornar após redução de casos de Coronavírus

0

Nesta quinta-feira, o Ministério Público do Rio de Janeiro expediu um pedido para a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) para que fosse interrompido o planejamento de se recomeçar o Campeonato Carioca no próximo dia 14 de junho. Segundo o órgão público, o torneio só pode ver, novamente, a bola rolando a partir do momento que houver uma queda dos casos de Coronavírus no estado.

O Estadual foi paralisado em março após reunião do Conselho Arbitral na sede da FERJ. Na ocasião, 15 participantes queriam a continuidade. O Fluminense foi o único a votar contra e, por isso, decidiu-se pela interrupção. Nos últimos dias, aumentou-se a pressão pela volta do Carioca, especialmente depois da visita dos presidentes de Flamengo e Vasco ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que nunca escondeu ser favorável ao retorno dos jogos de futebol e o fim do isolamento social por que passa o Brasil para se combater a proliferação do Coronavirus. O Tricolor manteve a sua postura inicial e o Botafogo, antes favorável, agora também não quer o reinício do Estadual durante o pico da pandemia.

Na noite do último domingo, houve uma reunião no Comitê de Crise da Prefeitura do Rio e os clubes foram liberados a retomarem os treinamentos nos CTs. Antes disso, quando ainda era proibido, o Flamengo iniciou as suas atividades no Ninho do Urubu. Na terça, foi a vez do Bangu se reapresentar em Moça Bonita. O Vasco iria recomeçar nesta quinta, mas seis jogadores foram diagnosticados com o Coronavírus e o Gigante da Colina optou por adiar o retorno do elenco para sexta-feira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.