Liminar é indeferida e Assembléia Geral do Fluminense, por enquanto, está assegurada

No próximo dia 26, sócios decidem se eleições para presidente do clube serão ou não antecipadas

0

Na tarde desta sexta-feira, a juíza Sylvia Therezinha Hausen de Area Leão rejeitou pedido de liminar impetrado ontem pela sócia Letícia Tavares Gomes, que pedia o cancelamento da Assembléia Geral do Fluminense do próximo dia 26 de janeiro. Com isso, está mantido o evento no qual os associados do clube das Laranjeiras decidirão se as eleições para presidente do Tricolor, inicialmente programadas para final de novembro, serão ou não antecipadas.

Em sua decisão, a promotora justifica que alterar o estatuto é competência da Assembléia Geral e, por conta disso, não vê motivos para ela ser cancelada.

Ainda há possibilidades de novas ações contra a realização da Assembléia. Caso aconteça e os sócios decidam pela antecipação, o pleito, que escolherá o substituto de Pedro Abad, deverá ocorrer no final de fevereiro ou início de março.

Por: Maximilian Pimenta

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas