“Lance bisonho” de Sidão faz diretoria do Palmeiras reclamar de arbitragem no Morumbi

0

Apesar da vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, a diretoria do Palmeiras reclamou ao deixar o Morumbi. Alexandre Mattos, diretor de futebol, queixou-se da não expulsão do goleiro Sidão por uma defesa com a mão fora da área em finalização de Deyverson.

– O lance do Pacaembu foi bisonho, a penalidade. Dificultou bastante. Você vê o campeonato hoje… Na rodada passada, a gente era líder no saldo de gols. Um gol que não era para acontecer – lembrou inicialmente o dirigente, referindo-se à falta de Gustavo Gómez fora da área que virou pênalti a favor do Cruzeiro.

– O lance do Pacaembu foi bisonho, a penalidade. Dificultou bastante. Você vê o campeonato hoje… Na rodada passada, a gente era líder no saldo de gols. Um gol que não era para acontecer – lembrou inicialmente o dirigente, referindo-se à falta de Gustavo Gómez fora da área que virou pênalti a favor do Cruzeiro.

– O lance do Pacaembu foi bisonho, a penalidade. Dificultou bastante. Você vê o campeonato hoje… Na rodada passada, a gente era líder no saldo de gols. Um gol que não era para acontecer – lembrou inicialmente o dirigente, referindo-se à falta de Gustavo Gómez fora da área que virou pênalti a favor do Cruzeiro.

– O Palmeiras está preocupado, porque são coisas que vêm acontecendo. A gente faz nosso trabalho, que é reclamar internamente, mas isso nos obriga a vir publicamente também dizer que não queremos ser ajudados, que a gente entende erros pontuais, por centímetros, por dúvida – comentou Mattos, neste sábado.

– Nos preocupa também é a postura com os árbitros com relação ao Felipe Melo. Na minha opinião, o lance não foi para cartão. Mas, se foi, então vamos ver 45 lances parecidos de jogadores adversários que não tomaram cartão. Parece que o jogador está marcado, e na regra não existe isso de histórico.

Por: Gustavo Henrique

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.