Publicidade

Imprensa Argentina coloca Palmeiras favorito para vencer a Libertadores

0 0

“O Palmeiras não para de vencer. Seja com os titulares ou com os reservas, a equipe de Felipão soma uma vitória atrás da outra”, esta foi a definição do jornal argentino Olé, que apontou a equipe alviverde como favorita ao título da Copa Libertadores 2019.

“É favorito por um elenco extenso e de alta hierarquia, constituído por uma coluna vertebral de muita experiência”, descreveu o diário. O desempenho do Verdão na última temporada atraiu holofotes desde a vitória sobre o Boca Juniors na Bombonera, ainda na fase de grupos da competição continental. A derrota nas semifinais foi vista como “falhas imprevisíveis do futebol”, já que para os meios argentinos o Palmeiras assim como neste ano, possuía o elenco com mais condições de levantar a taça tão almejada na América do Sul.

O estilo de jogo de Felipão foi o mais elogiado. Seu trabalho foi classificado como “trajetória impressionante” por ter semelhança com a filosofia de César Luís Menotti, treinador que levou a seleção argentina ao seu primeiro título mundial: jogar bem para ganhar, sem buscar um jogo vistoso. Após conquistar o décimo troféu do Campeonato Brasileiro e concretizar o Palmeiras como maior campeão nacional, a versão argentina do Diário Marca publicou que a consagração havia removido o “mau sabor” de Scolari deixado após o 7 a 1 contra a Alemanha na Copa do Mundo de 2014.

Seu retorno ao comando do alviverde foi visto como decisivo para que o funcionamento da equipe melhorasse de maneira singular, adquirindo uma estabilidade defensiva quase invencível. “Felipão tem um pragmatismo tático, o Palmeiras se diferencia dos demais clubes brasileiros por ter um time pronto e elenco imbatível”, definiu o Olé. Além do treinador, jogadores como Felipe Melo, Lucas Lima e Borja, também estiveram em evidência. O colombiano ganhou maior foco devido artilharia com 9 gols na última Libertadores e pelas surpreendentes atuações neste início de campeonato paulista.

Outro ponto que chamou a atenção dos “hermanos”, foi a renovação da Crefisa até 2021. “O Palmeiras assinou um contrato histórico, na prévia da Libertadores terá o maior patrocínio da América Latina, em um ano o clube poderá receber até 32 milhões de dólares. Para tomar magnitude da influência da patrocinadora, vale lembrar que no ano passado por ser campeão brasileiro, o clube recebeu um prêmio de 3,5 milhões de dólares. Assumiram até mesmo o salário de Borja, o principal jogador da equipe titular. Quando terminar o contrato em 2021, o Palmeiras terá recebido em torno de 100 milhões de dólares, chocante. É uma equipe bem estruturada financeiramente e com um planejamento melhor que os demais brasileiros e rivais de outros países”, destacou o Marca.

Nesta edição de Libertadores, o Palmeiras ocupará o grupo F ao lado de San Lorenzo (ARG), Junior Barranquilla (COL) e o vencedor do G2. Classificado como “grupo da morte” pela imprensa argentina, o Verdão já amedronta o adversário portenho que hoje ocupa as últimas posições do torneio local.

Gustavo

Publicidade

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas