Publicidade

Grupo pode acionar Abad por demora em marcação das eleições

Desde o último dia 26 de janeiro, sócios aprovaram pela antecipação do pleito

Publicidade

No último dia 26 de janeiro, ocorreu uma Assembleia Geral Extraordinária na sede do Fluminense e a maioria dos sócios presentes optaram pela antecipação das eleições. Só que, até o momento, o presidente Pedro Abad não divulgou a nova data do pleito, que iria ocorrer no final de novembro. Diante de tamanha demora, o grupo Associação Nacional Tricolor de Coração, um dos principais de oposição no clube, está avaliando a possibilidade de acionar o mandatário na Justiça.

“Estranho e absurdo. Talvez tenha contado com ‘operação tartaruga’ dos responsáveis e daqueles que tinham que assinar o documento. No entanto, ao que tudo indica, informações dão conta de que na véspera do Carnaval (quinta, dia 28 de fevereiro) finalmente o registro no RTD ficou pronto. Sendo assim, nada mais há de burocracia a ser cumprida. Basta que Abad marque e convoque a data da eleição. Simples assim”, disse Luís Monteagudo, presidente da Tricolor de Coração e membro do Conselho Deliberativo, ao portal Net Flu.

Além de medidas judiciais, a Tricolor de Coração estuda lançar notas de repúdio nos diversos meios de comunicação. Segundo Monteagudo, em outras Assembleias Gerais, não houve tanta demora para haver uma definição.

“Alterações anteriores tiveram efeitos e aplicações imediatas independente de registro, haja vista a própria criação do sócio futebol, o qual teve início da sua comercialização em menos de 48h após a sua aprovação, em novembro de 2012”, finalizou.

A expectativa é de que as eleições ocorram no final de março. A Tricolor de Coração irá apoiar o Triunvirato formado por Mário Bittencourt, Ricardo Tenório e Celso Barros.

Por: Maximilian Pimenta

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas