REVISTA ESPORTIVA
redacao

Globo propõe reduzir cotas do Brasileirão a serem pagas aos clubes

Reunião nesta segunda-feira pode definir o assunto

0

Por conta da pandemia do Coronavírus, a Rede Globo, em videoconferência, propôs reduzir o valor das cotas a serem pagas aos clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro.

Mensalmente, a emissora carioca deposita, pelos direitos de transmissão em TV aberta e fechada, cerca de R$ 440 milhões. Diante da paralisação no futebol e da incerteza de como ficará o calendário quando a temporada recomeçar, a Vênus Platinada oferece, durante o período compreendido entre abril a junho, R$ 396.768,75 e, a partir de julho, R$ 1.124.178,13. Os clubes, no entanto, não gostaram dessa ideia.

Para TV aberta e fechada, a Globo paga anualmente cerca de R$ 1,1 bilhão aos 20 clubes da Série A, dividido da seguinte maneira: 40% fixo, em cotas mensais (o valor que está diminuindo agora), 30% por número de jogos transmitidos e 30% por colocação final do campeonato. Dos 20 participantes, apenas Bragantino e Coritiba, ambos vindos da Série B, não têm contrato com a emissora para TV aberta ou PPV.

Uma reunião na tarde desta segunda-feira entre os presidentes dos times, novamente através de videoconferência, pode definir o assunto. A Globo deu um prazo até terça para se ter um resposta definitiva.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.