Publicidade

Fluminense tem primeira candidatura para presidente oficializada

Prometendo estádio e administração sem vício, Ayrton Xerez tentará suceder Pedro Abad

Publicidade

O Fluminense tem o seu primeiro candidato a presidente de forma oficial. Através das redes sociais, o grupo “Honra, Glória e Tradição” confirmou o nome de Ayrton Xerez como um dos postulantes ao cargo ocupado, no momento, por Pedro Abad. Engenheiro de 72 anos, ele já foi três vezes eleito Deputado Federal pelo PSDB, além de secretário municipal do meio ambiente do então prefeito César Maia e, nas últimas eleições para Governador do Estado do Rio, apoiou Wilson Witzel, que acabou vencendo.

Com o lema “não existe nação sem território”, Xerez tem, como principal bandeira de campanha, a construção de um estádio com capacidade para receber 35 mil pessoas em um local de fácil acesso ao torcedor. Além disso, o seu grupo de apoio pretende fazer uma limpeza na política do Fluminense, a fim de não repetir vícios de gestões passadas.

“Somos um grupo que quer trabalhar pelo Fluminense e queremos resgatar a honra, glória e tradição. O Fluminense é forte porque tem três pilares: futebol, social e esportes olímpicos. A ideia é recuperar todas as áreas. A parte social do clube precisa ser ressuscitada, porque é importante para vida cultural da cidade”, destacou o advogado Marcelo Luna, um dos integrantes do “Honra, Glória e Tradição”, ao portal Net Flu.

Luna também confirmou outros nomes da chapa: Ney Brito, profissional ligado à Vale do Rio de Doce, reconhecido internacionalmente, sobretudo pela atuação no mercado financeiro; Wagner Victer, diretor-geral da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e que atuaria tanto na área comercial quanto no marketing do clube e o atual procurador do Estado Rafael Rolin, que ficaria responsável pelo jurídico do Fluminense. Já o resposna´vel pelo futebol, assim como outras peças do grupo, serão divulgados posteriormente.

No próximo sábado, a partir das 13h (de Brasília), haverá um churrasco aberto ao torcedor na sede das Laranjeiras. Na ocasião, haverá o lançamento da candidatura de Ayrton Xerez. Quem também irá concorrer é o Triunvirato formado por Mário Bittencourt, Ricardo Tenório e Celso Barros. Já Pedro Antônio, ex-vice de projetos especiais, está fora da disputa, assim como a Flusócio, principal grupo de apoio da atual gestão.

A princípio, as eleições presidenciais do Fluminense iriam ocorrem em novembro, mas,em Assembleia Geral no último dia 26 de janeiro, a maioria dos sócios optou pela antecipação do pleito. A nova data, contudo, segue indefinida

Por: Maximilian Pimenta

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas