REVISTA ESPORTIVA
redacao

Fluminense e Botafogo ficam no empate em último teste antes do Brasileiro

Cariocas estreiam no torneio no próximo final de semana

0

Em amistoso disputado na noite deste sábado no Nilton Santos, o segundo entre os rivais e o último teste de ambos antes do início do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Botafogo ficaram no empate de 1 a 1.

Já pela abertura da principal competição do futebol nacional, as duas equipes voltam a campo no domingo, dia 09 de agosto. O Alvinegro de General Severiano, às 11 horas (de Brasília), no Nilton Santos, recebe o Bahia. Enquanto isso, o Tricolor, a partir das 19 horas (de Brasília), vai ao CT do Grêmio, em Eldorado do Sul, cidade da região metropolitana de Porto Alegre, para encarar o time da casa.

Com Yuri e Michel Araujo nas respectivas vagas de Hudson e Yago Felippe, o Flu tinha o domínio da posse de bola, mas pouco agredia. Tendo uma postura de esperar o adversário e saída rápida para o ataque, o Botafogo ameaçava e, em duas ocasiões, por muito pouco, não abriu o placar. Na primeira, depois de ser driblado por Ruan, Muriel se recuperou e evitou o gol do camisa 11. Na segunda, o goleiro tricolor rebateu um chute de Pedro Raul e, na sequência, defendeu finalização de Bruno Nazário.

Veio a segunda etapa e o quadro não se modificou. No entanto, aos 11 minutos, aproveitando passe de Marcos Paulo, Evanilson ganhou de Marcelo Benevenuto pela esquerda e, de canhota, mandou forte, sem chances para Gatito Fernandez.

A vantagem do Fluminense não demorou muito. Aos 21, Matheus Babi, que havia entrado no lugar de Pedro Raul, antecipou-se a Gilberto e, de pé esquerdo, aproveitou cruzamento da direita, igualando o clássico.

Aos 30, Yuri, que já tinha cartão amarelo, fez falta em Bruno Nazário e acabou sendo expulso. Mesmo com um homem a menos, o Fluminense, que ainda reclama de um suposto pênalti de Barrandeguy em cima de Marcos Paulo, não permitiu a virada do Botafogo.

Esses dois jogos entre Fluminense e Botafogo também serviram para disputa da Taça Gérson e Didi, torneio criado pelas diretorias e que leva os nomes de dois ídolos das histórias dos clubes. O “campeão” só será conhecido após as partidas entre ambos pelo Brasileiro. No momento, com três pontos, o Tricolor lidera a disputa.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.