Felipe Melo se revolta com arbitragem e reclama para que existe o VAR?

Em vídeo postado nas redes sociais, a mulher de Felipe Melo, Roberta, questiona, filmando a televisão: “E aí galera, cadê o VAR? O VAR existe para quê?”. Nisso, o jogador responde: “Só existe contra o Palmeiras”.

Na jogada, após bola levantada na área do Cruzeiro aos 52 minutos do segundo tempo, Fábio saiu mal e soltou a bola nos pés de Antônio Carlos, que mandou para as redes. Como o árbitro apitou falta de Edu Dracena em cima do goleiro antes de Antônio Carlos finalizar, ele não poderia chamar o VAR para ver o lance.

Segundo o comentarista de arbitragem da TV Globo, Leonardo Gaciba, não houve falta no lance, e o juiz errou ao apitar a infração antes do final da jogada, o que tirou dele a possibilitada de consultar o VAR.

“Esse foi um erro do árbitro, até por ser uma coisa nova, por desconhecimento. Ele apita antes da bola entrar no gol. O bandeira, quando tem uma dúvida, ele deixa entrar a bola no gol. A orientação é: espera, vê a continuação da jogada e consulta o VAR. Eu observei por todos os ângulos, e a verdade é que estamos procuramos a falta. Existe um contato completamente de jogo. Não é o braço do Dracena que vai ao Fábio, o Fábio que pula e vai de encontro ao Dracena. É uma jogada completamente natural, eu não marcaria falta. Eu não consigo ver falta nessa jogada”, disse Gaciba.

Com a derrota no Allianz Parque, o Palmeiras precisa vencer o Cruzeiro por dois gols de diferença no Mineirão no jogo da volta, em 26 de setembro, para conquistar a vaga no tempo normal. Qualquer vitória alviverde por um gol de vantagem leva a decisão para os pênaltis.

Por: Gustavo Henrique

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.