Felipão evita falar sobre o gol mal anulado, fala sobre a derrota e ainda crê na classificação

Felipão:

“O lance final não vou falar nada, o Alexandre já falou, não quero comentar alguma coisa, porque não seria nada correto de minha parte neste momento”.

Felipão:

“Quando temos o Lucas Lima, é um jogador para ser muito acionado, porque é um organizador nato. É uma pessoa que tem lances que são de inteligência grande, mas a bola precisa chegar no pé dele. Acelerávamos e como tínhamos a opção do Dudu, fazendo um bom jogo, jogávamos mais por ali, mas com o Lucas Lima a bola precisa passar mais no pé dele para organizar mais. Mas é um jogo muito truncado, difícil e a gente não tem hoje o que cobrar de diferente da equipe. Vamos conversar amanhã, tranquilos. São mais 90 minutos, temos condições de reverter, só precisamos ter tranquilidade”.

Felipão:

“Ou eu bebi, ou eles (Bruno Henrique e Borja) desceram de para-quedas, porque estavam no ônibus com a delegação. Jogaram até onde conseguiram e depois substituímos os dois. Precisamos ver até onde eles poderiam aguentar”

Felipão:

“Vamos ver como decorre o jogo lá, mas são estatísticas, são dados que a gente pode acrescentar quando quer a favor ou contra. Sabíamos que eram sete ou oito jogos que o Cruzeiro não perde aqui. A gente vai usar para quem sabe motivar os atletas, mas sabe que o jogo será difícil, independente de ganhar ou perder, ou o Cruzeiro vencer fora e perder em casa. Será mais um jogo bem equilibrado”.

Felipão:

“Nós jogamos com o regulamento, também. Comentamos antes do jogo que o gol qualificado não existe, que tivéssemos mais tranquilidade. O gol fora não dá mais a classificação. Neste momento estamos perdendo, se fizermos um gol, a igualdade acontecerá e vamos ver o que será do resultado final. Temos boas possibilidades, quem está melhor é o Cruzeiro, mas temos boas possibilidades de ir a Belo Horizonte e também vencer”.

Felipão:

“Faltou uma colocação de uma bola em melhores condições para alguém fazer o gol. Fábio trabalhou bem, é o normal dele, tivemos uma bola na trave, outra que passa na frente, mas não tivemos um lance tão vivo de gol que poderíamos reclamar, a não ser o do fim do jogo, que como eu disse não vou falar. O Alexandre já falou sobre, eu falei antes aos meus atletas. Não adianta falar mais disso. Faltou uma bola que tivesse a oportunidade viva do gol. As oportunidades estavam um pouco mascadas, dificultadas e não conseguimos”.

Felipão:

“Perdemos para o Cerro, também. Mesmo classificados, perdemos. Vamos lidar como estamos lidando, eles têm se dedicado, trabalhado, temos um grupo espetacular de jogadores e uma derrota não muda todo um retrospecto. Continuarão trabalhando de forma forte, sabem que podem mudar o resultado, tem condições e qualidade. Vamos continuar fazendo o que vínhamos fazendo. Não vamos mudar”.

 

 

Por: Gustavo Henrique

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.