Fábio Luciano esclarece declaração sobre “surra” no Deyverson

Diante da repercussão, o ex-jogador do Corinthians e do Flamengo voltou o assunto para esclarecer o que quis dizer com a declaração. “Algumas pessoas entendem e outras não. Eu quero só aumentar essa colocação para que as pessoas entendam o que eu falei.”

Se meu filho cuspir na cara de alguma pessoa algum dia, ele vai tomar uma surra minha. E o que falta é isso. A orientação do pai e da mãe, e de amigos que queiram o bem dele. Eu não conheço o Deyverson, só que se eu pudesse falar pra ele em alguma ocasião, eu iria falar isso. Eu ia falar ‘irmão, se você cuspir na cara de alguém, você merece tomar uma surra’. E foi isso que eu quis passar. O que eu quis dizer é isso, é a criação e a formação”, explicou.

Se meu filho um dia cuspir na cara de alguém, e se a pessoa quiser bater nele, eu vou falar ‘irmão, você pode bater. Você vai bater aqui e eu também vou bater nele em casa’. Isso é formação de caráter. A pessoa tem que entender que algumas coisas não são aceitas. Você não pode cuspir na cara de um pai de família”, acrescentou.

Fábio Luciano ainda questionou o valor da multa aplicada ao atacante. “O que são R$ 350 mil para quem tomou uma cusparada na cara? Como que você vai olhar para o seu filho em casa? É por isso que a gente vê tanta coisa errada no futebol, jogador achando que pode tudo. É porque tem gente falando pra ele que ele pode tudo”, completou.

Gustavo

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas