Em partida épica, Flamengo garante empate e a classificação no final do clássico contra o Fluminense

0

Na partida da volta, pelas quartas de final pela Copa Sul-Americana 2017, o Flamengo recebeu e se classificou em um jogo de placar alto e reviravoltas em um Fla-Flu histórico, no Maracanã. O Rubro-Negro carioca tinha um gol, marcado por Everton no mando de campo do Fluminense. Neste clássico, mando do Flamengo e um placar de (3×3) onde o empate favoreceria a equipe treinada por Reinaldo Rueda.

Primeira etapa com muitas faltas e cartões, Flu na frente do placar

A partida foi iniciada e com apenas três minutos de bola rolando, o Fluminense abriu o placar e deixou tudo igual no placar agregado, ataque em velocidade do tricolor carioca, Sornoza tocou para Marcos Junior, que girou e fez bom passe para o lateral Lucas, que chegou na área e bateu com força, bola no fundo do gol.  Mas o empate veio na sequência, Diego foi derrubado na entrada da área. E quem bateu foi o camisa 10 da Gávea, uma cobrança de categoria, sem chances para Diego Cavalieri, para fazer a torcida do Flamengo vibrar.

Uma sequência de faltas e cartões amarelos aconteceu, com Éverton e Willian Arão para o Fla e Douglas e Lucas pelo Flu. O número de faltas que era baixo no início da partida, se elevou e os jogadores mostravam estar com os nervos à flor da pele. Aos 31 minutos, Gustavo Scarpa cobrou escanteio pelo lado direito e Renato Chaves subiu mais que a defesa do Fla e cabeceou bem, Diego Alves espalmou e na sequência Juan bateu para afastar o perigo.

E dez minutos depois, Fluminense na frente mais uma vez, Sornoza cobrou escanteio e Renato Chaves, o mesmo jogador que criou o problema na jogada aérea (que não resultou em gol pela defesa do arqueiro rubro-negro) contou com mais uma falha defensiva e marcou o seu.

Etapa complementar com vantagem inicial do Flu e empate na raça do Fla

A segunda etapa foi iniciada e Gustavo Scarpa teve boa oportunidade aos quatro minutos, quando bateu de fora da área, mas a bola saiu por cima do gol de Diego Alves. Mais um gol do Fluminense, aos nove minutos do segundo tempo, jogador tricolor derrubado na intermediária, Scarpa cobrou falta e novamente Renato Chaves consegue subir mais que a marcação do Fla para cabecear, ver a bola descer, subir e encostar no travessão e na sequência ir para o fundo do gol.

O Fla teve boa oportunidade de diminuir quando Pará colocou velocidade pelo lado direito do campo e cruzou para Diego, que chegou a se esticar e tentar completar, mas não chegou. O lateral Miguel Trauco saiu aos 19 minutos para a entrada do atacante Vinicius Junior, com isso, Éverton foi deslocado da meia esquerda para a lateral do mesmo lado e o jovem da camisa 20 para seu lugar. E a substituição não demorou para dar resultados positivos para o técnico Reinaldo Rueda.

Com 22 minutos, Vinicius Junior corta da esquerda para o meio e acerta belo passe rasteiro de três dedos para Everton Ribeiro, que, mesmo de costas, mandou de calcanhar para o atacante Felipe Vizeu chegar “cara a cara” com Cavalieri e bater de perna esquerda, para diminuir o placar.

Sornoza saiu para a entrada de Wendel e Juan (que sentiu dores e pediu para ser substituído) deu lugar à Rafael Vaz. Aos 28 minutos, Romarinho comandou o contra-ataque do Flu, tocou para Henrique Dourado que bateu direto e mandou mais uma bola por cima do gol do Fla. Pouco depois, mais um contra-ataque, Scarpa recebeu de frente para o gol, ajeitou, bateu e Rhodolfo que havia perdido a bola no início da jogada, desviou a bola com as costas. No escanteio, Richard subiu e tentou marcar mais um, mas mandou a bola para fora.

Gustavo Cuellar saiu para a entrada do meia Lucas Paquetá, com isso o Flamengo colocou mais velocidade e ofensividade nos seus ataques.

E tudo mudou aos 38 minutos, Vinicius Junior arrancou pela direita e foi derrubado, falta. Pará aproveitou e cobrou a falta, na cabeça de Willian Arão, que desviou a bola, que bateu primeiro na trave e mais, entrou no gol. O Flamengo conquistou o empate que garantiu a classificação, o camisa cinco rubro-negro comemorou muito o gol com a torcida, que cantava e pulava no Maracanã.

Diego Alves caiu e ficou por algum tempo no chão, tempo adicionado de volta à partida com os acréscimos, quatro minutos foram dados pela arbitragem. Aos 49 minutos, Vinicus Junior disparou pelo meio do campo, limpou a marcação e tocou para Diego, que tentou bater rasteiro no canto direito de Cavalieri, mas o arqueiro segurou. Bola novamente em jogo mas o apito final foi dado, Flamengo classificado para as semifinais da Copa Sul-Americana em uma partida épica.

FICHA TÉCNICA

Flamengo: Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Juan (Rafael Vaz) e Miguel Trauco (Vinicius Junior); Willian Arão e Gustavo Cuellar (Lucas Paquetá); Everton Ribeiro, Diego e Everton; Felipe Vizeu.

Técnico: Reinaldo Rueda.

Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas (Pedro), Gustavo Scarpa e Sornoza (Wendel); Marcos Junior (Romarinho) e Henrique Dourado.

Técnico: Abel Braga.

Gols: Lucas 3′ (FLU), Diego 9′ (FLA), Renato Chaves 41′ e 9′ (FLU), Felipe Vizeu 22′ (FLA) e Willian Arão 38′ (FLA).

Estádio: Estádio Jornalista Mário Filho.

CARTÕES

Amarelos: Diego Alves, Lucas Paquetá, Willian Arão, Everton e Felipe Vizeu (FLA). Lucas, Reginaldo, Marlon, Richard, Douglas e Henrique Dourado.

Vermelhos:

 

.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.