REVISTA ESPORTIVA
redacao

Em jogo fraco, gol contra dá a vitória ao Fluminense na Copa do Brasil

Tricolor pode até empatar com o Atlético-GO na próxima quinta-feira para avançar na competição

0

Em um jogo fraquíssimo, o Fluminense contou com um erro grosseiro do zagueiro João Vitor para derrotar o Atlético-GO por 1 a 0 na noite de quarta-feira, no Maracanã, pela partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Com o resultado, o Tricolor tem a vantagem do empate na próxima quinta-feira, às 21 horas, no Estádio Olímpico de Goiânia, para avançar na competição.

O Dragão necessita vencer por, no mínimo, dois gols de diferença para se classificar de forma direta. Se conseguir vitória pela diferença mínima, independente do placar, levará o confronto para os tiros livres da marca do pênalti.

A partida foi uma pobreza técnica desde quando a bola começou a rolar. Com Wellington Silva, Nenê e Michel Araujo em uma noite nada inspirada, o Flu não ameaçava a meta defendida por Jean. O único que tentava alguma coisa era o jovem Luiz Henrique, mas esbarrava na inoperância dos companheiros.

O melhor lance do Tricolor na primeira etapa veio aos 38 minutos. Em cobrança de falta do lado esquerdo, Nenê obrigou Jean a mandar para escanteio.

Enquanto isso, o Atlético-GO adotava a postura do contra-ataque, mas também não obteve sucesso.

Tentando dar mais ofensividade ao time, o técnico Odair Hellmann sacou Michel Araujo e colocou Marcos Paulo. A estratégia, porém, não surtiu efeito e o Fluminense seguia sem levar perigo ao Atlético-GO, que, diante da fragilidade carioca, controlava o resultado, já pensando no jogo de volta.

Foi então que surgiu o lance decisivo da partida. Em escanteio do lado esquerdo, Egídio cobrou. A bola vinha tranquila para João Vitor, mas o zagueiro do Atlético-GO, de forma inexplicável, sozinho, abaixou-se e, de cabeça, mandou para o próprio gol. Jean até se esforçou, mas não conseguiu evitar o pior. Eram 38 minutos e o Flu assegurava a vitória de uma forma que resume bem como foi o duelo, ou seja, sofrível.

Nos minutos finais, o Atlético-GO tentou o empate de forma desordenada, mas o sistema defensivo, sem muito esforço, garantiu a pequena vantagem para o confronto no Planalto Central.

dificuldade para ganhar os espaços e chegar na área.

O GOL SAIU, MAS CONTRA

Os dois lados erraram demais ao longo da segunda etapa e foi justamente de um lance assim que saiu o único gol da partida. Aos 31 minutos, Egídio cobrou escanteio e João Victor, sozinho na área, mandou de cabeça para o próprio gol, abrindo o placar para o Fluminense. Depois disso, os minutos finais foram de mais intensidade. O Atlético se expôs mais em busca de um resultado melhor e o Flu aproveitou alguns espaços para levar perigo, mas o marcador não voltou a mudar.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1X0 ATLÉTICO-GO
Data/Hora:
16/09/2020 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
Cartões amarelos: Luccas Claro (FLU), Ferrareis, Kayzer, João Victor (ACG)
Cartões vermelhos: –
Gols: João Victor (contra) (31’/2ºT)

FLUMINENSE: Muriel; Calegari, Nino, Luccas Claro, Egídio; Hudson, Dodi (André), Nenê (Ganso); Michel Araújo (Marcos Paulo), Luiz Henrique (Yago Felipe) e Wellington Silva (Miguel). Técnico: Odair Hellmann.

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu (Gilvan), João Victor, Eder e Natanael; Edson, Oliveira (Matheus Frizzo), Janderson), Chico (Matheus Vargas), Gustavo Ferrareis (Matheuzinho); Renato Kayzer. Técnico: Vagner Mancini.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.