Depois do Flamengo, mais seis clubes demonstram apoio à nova Medida Provisória dos direitos de transmissão

Mais um capítulo envolvendo a nova Medida Provisória 941. depois do Flamengo, nesta terça-feira, os presidentes de Ceará, Fortaleza, Athlético-PR, Santos, Internacional e Palmeiras se encontraram com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e confirmaram o apoio ao decreto publicado há algumas semanas, no qual os mandantes passam a ter o direito de decidir onde será exibida a sua partida por um respectivo campeonato sem necessitar da aquiescência do adversário.

A reunião aconteceu no Palácio da Alvorada, em Brasília, em clima bastante amistoso. Ao final dela, os presidentes dos clubes, usando máscara, postaram lado a lado com as camisas de seus respectivos clube. Torcedor do Palmeiras, o presidente Bolsonaro, único que não utilizava a proteção, exibia a roupa do Alviverde de Palestra Itália.

Por discordarem dos moldes dos contratos da Globo, Santos, Palmeiras, Ceará, Fortaleza e Internacional só assinaram com a emissora para as suas partidas do último Brasileirao serem exibidas em TV Aberta e no sistema Pay-Per View. Em relação ao canal fechado, os jogos eram transmitidos, inicialmente, pelo portal Esporte Interativo e, posteriormente, pela TNT, ambos do grupo Turner.

Já o Athlético-PR tomou uma postura ainda mais radical e só permitia a sua exibição, na Rede Globo, pelo canal aberto

Detentora dos direitos de transmissão dos principais torneios esportivos do Brasil há quase 30 anos, a Rede Globo questiona a constitucionalidade da Medida Provisória, que ainda precisa ser aprovada pelo Congresso nacional para se tornar uma lei defiitiva. Segundo a emissora, caso validado, o decreto só passaria a valer a partir de 204, quando se encerram os contratos vigentes da emissora carioca,

Related articles

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share article

Latest articles

Newsletter

Subscribe to stay updated.