Depois, a culpa é da torcida

Revista Esportiva questiona a falta de comunicação que impera no Fluminense

Para membros da situação, a ausência da torcida é um dos motivos pela crise vivida no Fluminense. Agora, pergunto: não bastasse a escassez de ídolos e de títulos, como querer que os tricolores abracem o clube diante de tanta falta de comunicação? Como esperar apoio se o segredo impera nas Laranjeiras?

Por exemplo, vocês sabiam que, na manhã deste sábado, houve uma partida pelo Campeonato Carioca Sub-15 e que o Fluminense, no CT Vale das Laranjeiras, em Xerém, aplicou 6 a 0 no América? Ainda na base, o Tricolor, jogando fora de casa, derrotou o Nova Iguaçu, de virada, por 2 a 1 pelo Estadual Sub-20?

Mais um exemplo de tamanho anti-marketing. Se não fossem págnas como o Net Flu ou o Explosão Tricolor, ninguém iria tomar conhecimento de que, a partir das 15h (de Brasília) também deste sábado, as Guerreiras, pela Série A-2 do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, terá o clássico contra o Vasco na nossa casa, o estádio das Laranjeiras, outro exemplo de descaso da atual diretoria.

Para completar os inúmeros mistérios que rondam os corredores de Álvaro Chaves, na última sexta, a página oficial do Fluminense se vangloriou da assinatura do contrato que garantia, ao Tricolor, junto com o Flamengo, a administração do Maracanã pelos próximos seis meses. Em entrevista coletiva, porém, o Governador do Estado do Rio, Wilson Witzel, declarou que, por conta da falta de Certidões Negativas de Débito, o Flu é apenas um parceiro e que, no momento, o Flamengo é o único a responder pelo estádio. Mais uma vez, o silêncio imperou por parte do presidente Pedro Abad quanto do restante da diretoria.

Poderia lemnbrar de outros episódios, mas encerro esse artigo com uma pergunta: Presidente Pedro Abad e seus asseclas, a culpa será mesmo da torcida?

Continua após o anúncio

Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas