De volta à tona: Ajuda do Libertad ao Grêmio relembra ajuda do Palmeiras para o Boca Juniors em 2018

Em 2018, Palmeiras ajudou o Boca Junior a se classificar para próxima fase da Libertadores, mas acabou sendo castigado no mata-mata pelo mesmo Boca.

Há uma lógica atribuída aos clubes mais copeiros e tradicionais da America do Sul quando se disputa uma libertadores, aquela em que quando houver o mínimo de chances, terá o máximo de possibilidades.

Vemos ano após ano, clubes como Boca Jrs, River Plate, Peñarol, entre outros (poucos) cambalearem na fase de grupos, porém jogar o mata-mata de forma inteligente, com impeto e autoridade, como se ali fosse o reduto apenas destes.

Houve casos em que oportunidades de eliminar tais clubes na primeira fase foram desperdiçadas e o castigo veio a galope, o exemplo mais recente é o Palmeiras na edição de 2018, quando ao vencer em casa na última rodada ajudou o Boca Jrs a se classificar, Boca este que eliminou justamente o alvi-verde na semifinal.

Nesta edição o Libertad esteve com a faca e o queijo na mão para eliminar o Grêmio, porem ao vencer a Católica culminando com a vitória tricolor, deu uma sobrevida aos gaúchos, que certamente será aproveitada.

O Grêmio ao se consagrar Tri Campeão da America e ser o brasileiro que mais vitórias possui e estando frequentemente a participar da libertadores, atingiu esse patamar. É conhecido e principalmente respeitado por todos, todos sabem de onde é o clube e ninguém erra o símbolo da camisa. Concluindo, quem pagará essa conta será o Libertad do Paraguai, logo ali na frente.

Por: Miguel Schultz
Comentários
Carregando comentários...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Conheça nossas políticas