De virada, Chapecoense bate Internacional e clube gaúcho deixa escapar a liderança do Campeonato Brasileiro

Em jogo eletrizante na Arena Condá, Chapecoense e Internacional fecharam a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira (17). O Inter, que deixou a liderança escapar, abriu o placar na primeira etapa com gol de Nico López. A Chape empatou ainda nos primeiros 45 minutos  alcançou a virada no segundo tempo. Leandro Pereira marcou os gols do Verdão do Oeste. O Colorado ainda desperdiçou um pênalti nos minutos finais.

Primeiro tempo movimentado na Arena Condá

Jogando diante de seu torcedor, a Chapecoense precisava da vitória para deixar a zona de rebaixamento. O Internacional não ficou para trás. Cerca de quatro mil torcedores Colorados se fizeram presentes na Arena Condá. A equipe gaúcha precisava somar três pontos para reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro e abrir dois pontos de vantagem em relação ao São Paulo.
A Chapecoense foi melhor na primeira etapa. A equipe da casa ficou 56% do tempo com a bola nos pés. As principais jogadas da equipe da casa foram pelas laterais. A Chape também soube aproveitar a ausência de Rodrigo Dourado e organizou seus ataque no setor do volante. Os ataques do Inter foram, principalmente, em lançamentos da defesa para o ataque, aproveitando as velocidades de William Pottker e Nico López.
O Internacional conseguiu aproveitar um desses lançamentos e abriu o placar aos 25 minutos. Víctor Cuesta encontrou William Pottker. O atacante entrou na área e foi derrubado pelo goleiro Jandrei. O árbitro da partida, Wagner do Nascimento Magalhães, marcou pênalti. A cobrança ficou por conta de Nico López, que bateu no meio do gol para abrir o placar.
O time da casa não sentiu o gol sofrido e se manteve no ataque. A estratégia do treinador Guto Ferreira deu certo aos 36 minutos. Pelo lado direito, Eduardo passou por William Pottker e cruzou a bola na cabeça de Leandro Pereira. O atacante aproveitou a falha de Rodrigo Moledo para, de cabeça, deixar tudo igual no marcador.

Chape busca virada e Inter desperdiça pênalti aos 49

O empate parcial construído na primeira etapa garantia o Inter na liderança do Campeonato Brasileiro. Porém, a equipe gaúcha somava os mesmos 50 pontos do São Paulo, ficando à frente somente pelo saldo de gols.
As estratégias foram mantidas. A Chapecoense voltou a assustar o Internacional atacando pelo lado direito. Foi do Inter a primeira chance da segunda etapa, mas Jonatan Álvez chutou fraco, facilitando a defesa de Jandrei. A Chape respondeu do mesmo jeito. Leandro Pereira acabou cabeceando fraco alguns minutos depois.
A partida começou a mudar 32 minutos. Leandro Pereira finalizou após cruzamento de Bruno Silva e a bola acabou tocando no braço de Víctor Cuesta. O zagueiro do Inter recebeu o segundo amarelo e foi expulso pelo árbitro da partida, que ainda marcou o pênalti para o time da casa. O próprio Leandro Pereira foi para a cobrança e tratou de virar a partida.
Mesmo com um atleta a menos em campo, o Inter partiu em busca do empate. D’Alessandro, aos 44, obrigou Jandrei a fazer uma bela defesa. Porém, a consagração do goleiro da Chape foi na sequência. O árbitro voltou a assinalar pênalti para o Internacional. Mesmo com D’Alessandro em campo, a cobrança ficou por conta de Leandro Damião. O centroavante bateu fraco no canto direito de Jandrei, que fez a defesa. Dois minutos mais tarde, o camisa 9 cabeceou em direção ao gol e viu o goleiro da Chape salvar com os pés a última chance do jogo.

Como fica

Com a vitória, a Chapecoense chega aos 28 pontos e não fica na zona de rebaixamento. Já o Inter, com a derrota, deixa escapar a liderança do Campeonato Brasileiro. O Colorado, agora 2º colocado, fica com 49 pontos.
Na próxima rodada, a Chape recebe o Fluminense, na Arena Condá. A partida está marcada para segunda-feira (24). Já o Inter vai encarar o Corinthians, fora de casa. A partida será no domingo (23), às 16h.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies