Conselho Deliberativo aprova mudanças no estatuto

Presidência pode ter mandato de 3 anos

O Conselho Deliberativo do Inter se reuniu na noite desta segunda-feira (4) para votar uma reforma estatuária. Algumas mudanças aconteceram no texto do estatuto. Foram sete destaques, com quatro alterações. As mudanças precisarão ser chanceladas pelos sócios em dezembro.

A maioria dos conselheiros votou a favor e houveram as seguintes mudanças:

Aumento do mandato do Conselho de Gestão (que era de dois e agora passa a ser de três anos);Aumento do mandato do Conselho Deliberativo (que era de quatro e agora passa a ser de seis anos);Eleições para o cargo de Ouvidor do Clube agora não será mais escolhido pelo Conselho de Gestão, será votado pelo Conselho Deliberativo;Eleição direta dos cinco nomes para o Conselho de Gestão, com a possibilidade de um não ser conselheiro, contanto que seja sócio há mais de 10 anos (antes, eram votados três nome e escolhidos dois);Cláusula de barreira para eleição do Conselho Deliberativo variável de acordo com o número de eleitores participando do pleito.

A maioria rejeitou os seguintes projetos: a possibilidade do 4º vice-presidente não ser conselheiro (com argumentos de que isso colocaria Delcir Sonda na política do clube); possibilidade de três chapas para as eleições do Conselho de Gestão (permanecerá sendo duas: oposição e situação); e eleições diretamente nos consulados do Inter, que não ocorre e, pelo menos por enquanto, não ocorrerá.

Texto: Gabriel Lemos- Revista Colorada

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler mais sobre isso