REVISTA ESPORTIVA
redacao

Com quebra de recorde e dez minutos de silêncio, Flamengo derrota o Madureira e está nas semifinais da Taça Guanabara

Os gols do Rubro-Negro só vieram na etapa final da partida

0

O Flamengo está nas semifinais da Taça Guanabara. Neste sábado, em sua segunda partida com os titulares, o Rubro-Negro teve algumas dificuldades, mas contou com a riqueza de seu elenco para derrotar, em um Maracanã lotado, o Madureira por 2 a 0.

O ‘Mais Querido” aguarda os jogos de domingo para saber quem enfrentará na próxima fase do primeiro turno do Campeonato Carioca. Já o Tricolor Suburbano está eliminado e, agora, volta as suas atenções para a Taça Rio, segundo turno do Estadual.

Antes de a bola rolar, os mais de 65 mil presentes, recorde de público em 2020, cantaram os nomes dos dez garotos mortos no incêndio ocorrido, há exatamente um ano, no CT Ninho do Urubu.

Depois do início do jogo, as homenagens continuaram de forma inusitada. Por dez minutos, não houve qualquer grito vindo das arquibancadas. Após esse período, os torcedores começaram a entoar o coro “ÔÔÔÔÔÔÔ… Garotos do Ninho”.

Dentro de campo, o Flamengo impunha a sua melhor qualidade, mas esbarrava na falta de pontaria de seus jogadores, especialmente Gabigol, que perdeu, pelo menos, duas boas oportunidades, além da forte marcação imposta pelo adversário.

O Madureira, a rigor, só teve uma grande chance na etapa inicial, com Ygor Catatau. Aos 18 minutos, depois de um vacilo na saída de bola, o atacante finalizou, obrigando Diego Alves a fazer boa defesa.

O quadro não se modificou na segunda etapa. Aos 13 minutos, o zagueiro Léo Pereira, em escanteio batido, subiu para estufar as redes. O estreante, porém, fez falta e o gol acabou sendo anulado.

Dois minutos depois, veio o alívio. Rafinha recebeu pela direita e levanta na área. Bruno Henrique tentou a finalização, divide com goleiro e bola sobra para Gabigol, que manda para o fundo das redes. Na comemoração, o camisa 9 faz sinal de oração com as mãos em tributo a garotos do Ninho.

Apesar da vantagem no placar, o técnico Jorge Jesus mexeu no Flamengo, colocando Michael, Diego e Pedro, sacando, respectivamente, Everton Ribeiro, Gérson e Arrascaeta.

O ritmo da equipe rubro-negra não diminuiu e, aos 47, em nova jogada pela direita, Michael cruzou para trás. Diego não domina, mas a bola sobra para Pedro, que, comprovando o faro de artilheiro, mandou para o fundo das redes.

Caso derrote o Botafogo no domingo, o Fluminense será o adversário do Flamengo nas semifinais. Derrota tricolor levará o Rubro-Negro a encarar o Volta Redonda. Em qualquer das duas hipóteses, a agremiação da Gávea, por conta da Supercopa do Brasil no domingo, dia 16 de fevereiro, em Brasília, contra o Athlético-PR, jogará na quarta que vem e só se garante na decisão da Taça Guanabara com uma vitória.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.