Com decisão do VAR, Cruzeiro tem expulsão absurda e é derrotado pelo Boca Juniors na Libertadores

Zagueiro Dedé foi expulso após o árbitro consultar o VAR.

A partida entre Boca Juniors e Cruzeiro não terminou conforme os cruzeirenses queriam. Após estar perdendo de 1 a 0, o árbitro da partida ainda expulsou o zagueiro Dedé por ter dado uma cabeçada na boca do goleiro em um lance em que os dois jogadores vinham de encontro com a bola. A partida válida pela pelo confronto de ida das quartas de final da Libertadores e terminou com vitória do Boca Juniors por 2 a 0. A partida de volta será no dia 4 de outubro, no Mineirão.
Chamou a atenção a utilização do árbitro de vídeo feita pelo árbitro da noite. Em um lance normal, o zagueiro Dedé trombou com o goleiro Andrada. Ninguém do Boca reclamou, o defensor cruzeirense percebeu a situação e rapidamente pediu atenção para que os médicos entrassem em campo. O juiz após alguns minutos decidiu ver o lance utilizando a televisão no auxílio do arbitro de vídeo (VAR) e expulsou o defensor cruzeirense.
De todo o resto do jogo, o confronto teve um Cruzeiro em alguns momentos apático, com pouca força ofensiva e tentando se aplicar taticamente. Já o Boca Juniors fez valer sua força dentro de seu estádio e garantiu o resultado.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies