Chuva de granizo, falta de energia e vitória gaúcha: Inter bate o Atlético-MG pela primeira vez na Arena Independência

Partida marcada pelas paralisações. Atlético-MG e Internacional entraram em campo pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira (6). A primeira etapa foi de mais volume do time da casa, mas com poucas chances de gols. O Inter voltou melhor do intervalo e cresceu ainda mais após as duas paradas da partida. A primeira foi por conta de uma chuva de granizo. A segunda por falta de energia. Após 25 minutos sem bola rolando, o time gaúcho conseguiu marcar o gol da vitória com Edenílson e venceu o Galo pela primeira vez na Arena Independência.
O primeiro tempo foi marcado por poucas chances claras de gols. Jogando diante de seu torceor, o Atlético-MG teve mais volume. A equipe da casa encerrou a primeira etapa com 63% de posse de bola. O Internacional pareceu não se importar com a situação. O time comandado por Odair Hellmann fez um jogo de segurança, soube se defender e atacou em momentos pontuais.
O clima ficou quente e os ânimos foram exaltados logo aos oito minutos. William Pottker dominou a bola pelo lado esquerdo e Leonardo Siva conseguiu afastar de carrinho. O atacante do Inter pulou para não ser atingido e na queda acabou acertando a orelha do zagueiro atleticano.
A principal chance do Atlético-MG na primeira etapa foi com Ricardo Oliveira, aos 31 minutos. O centroavante dominou na entrada da área, fez o giro com o corpo e finalizou no contrapé de Marcelo Lomba. O goleiro Colorado conseguiu se esticar para fazer a defesa no canto. A resposta do Inter veio três minutos depois, com William Pottker. Patrick, pelo lado esquerdo, encontrou Jonatan Alvez dentro da área. O centroavante uruguaio fez a parede e escorou para Pottker, que chegou finalizando por cima da meta da Victor.
O que marcou o início do segundo tempo na Arena Independência foi a chuva. O que começou como uma garoa no intervalo ganhou status de ‘tempestade’ nos minutos iniciais. A partida precisou ser paralisada aos oito mintutos devido a chuva de granizo. O árbitro retomou a partida aos 17, mas foi forçado a uma nova interrupção um minuto mais tarde devido a falta de energia.
Com o campo liso. devido ao granizo, a partida foi retomada mais uma vez 13 minutos depois. O jogo ficou mais competitivo e as duas equipes criaram chances de marcar. Chará, aos 34, limpou para o lado esqeurdo e finalizou para grande defesa de Marcelo Lomba. Odair Hellmann mexeu no time e colocou Rossi na vaga de Jonatan Álvez. Nico López também chegou, mas perdeu tempo e foi travado pela defesa na hora de finalizar.
Matheus Gadezani deixou o time e deu espaço para Terans. Nico López, agora aos 48, conseguiu cabecearar após cruzamento de Fabiano, mas Victor apareceu para salvar. A resposta atleticana foi com Terans, um minuto depois. Hulk finalizou cruzado e mandou para fora.
O Inter cresceu após as paralisações e as chegadas mais frequentes ao ataque deram resultado aos 56 minutos. Após cobrança rápida cobrança de falta de Nico López, Patrick deu assistência de peito para Edenílson, que tocou na saída de Victor para colocar o time gaúcho em vantagem.
O Atlético-MG ensaiou uma pressão nos minutos finais, mas não conseguiu furar a defesa Colorada. Com o placar favorável, o Inter buscou manter a posse de bola no campo de ataque.
Com a vitória, o Internacional chegou aos 32 pontos e fica na 3ª colocação do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do time gaúcho será na segunda-feira (13), fora de casa, contra o Fluminense. Já o Atlético-MG, que encara o Santos, em casa, no domingo (12), fica com 27 pontos na 5ª colocação.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies