Capitão do Grêmio, Matheus Nunes fala sobre a expectativa de título inédito da Copinha

Em entrevista exclusiva a Revista Esportiva, o lateral-esquerdo comenta sobre a grande final contra o Inter

Torcedor do Grêmio desde pequeno e jogador do clube há sete anos, Matheus Nunes conversou com a Revista Esportiva sobre as expectativas de jogar uma decisão tão importante pelo seu time do coração. A decisão nada mais é do que a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior diante do maior rival, o Internacional, valendo um título inédito.

O tricolor está de volta à final da Copinha depois de 29 anos. Ao bater o Oeste-SP por 1×0, nessa quarta-feira (22), o grupo do técnico Guilherme Bossle levou o Grêmio ao seu segundo confronto decisivo na competição, imitando o feito do elenco sub-20 de 1991. Na ocasião, o imortal perdeu a decisão para a Portuguesa de Dener por 4×0.

Capitão, Matheus lidera a equipe tricolor com a melhor participação do Grêmio na história do campeonato de base. Superando os números do time de 91, o elenco de 2020 tem seis vitórias, dois empates e nenhuma derrota em oito jogos.

Buscando o título numa final histórica, o lateral-esquerdo de 20 anos mostrou-se focado em relação à decisão. “É um jogo importante, mas nós vamos fazer o que sempre fazemos”, disse.

O Grenal acontecerá neste sábado (25), às 10h, no estádio do Pacaembu.

Matheus, primeiro em pé da direita para a esquerda, e o time gremista antes da partida contra o Oeste. Foto: Guilherme Rodrigues/GR Press. Divulgação: Grêmio

 

Confira a entrevista:

 

Como você está se sentindo sabendo que chegou à final? Tem como dormir numa situação assim?

Estou muito feliz. Graças a Deus conseguimos derrotar o Oeste e passar para a final com nosso maior rival. Consegui dormir bem pouco. Fui dormir às 3h, a base de remédios para dormir e para dor. A adrenalina estava lá em cima. Foi difícil para dormir.

O Grêmio chega a uma final de Copinha pela segunda vez e depois de 29 anos. No início da competição vocês esperavam chegar tão longe?

Sim, esperávamos. Não foi fácil, mas conseguimos. Isso tudo é fruto do nosso trabalho.

Vocês são os responsáveis pelo melhor desempenho do clube na história da Copa SP. Como é ser o capitão de uma equipe que vai ficar marcada?

Sim, somos o grupo com melhor aproveitamento, mas não vamos parar por aqui! Queremos ser campeões e deixar nossos nomes na história como os primeiros campeões da Copinha.  Sobre ser capitão, é muito bom. Fiquei feliz quando recebi a faixa do treinador. Sou um cara que gosto de comandar, conversar, e também sou experiente, o mais velho do time. Procuro deixar os moleques tranquilos para poderem fazer o que eles sabem de melhor, que é jogar bola.

São poucos dias entre a semifinal e a grande final. Como é a preparação para um jogo tão importante em pouco tempo?

É complicado porque temos pouco tempo para recuperar. A preparação, o foco, isso tudo não muda. É um jogo importante, mas nós vamos fazer o que sempre fazemos: muitas palestras para estudar o adversário e ver os pontos fortes e fracos, para que a gente possa aproveitar dentro de campo.

Matheus comemora com os companheiros o gol que classifica o Grêmio à final. Foto: Guilherme Rodrigues/GR Press. Divulgação: Grêmio

 

Não posso deixar de comentar que a final não é qualquer final, é Grenal. O que você espera dessa decisão que, por ser um clássico, tem peso diferente?

Não é um jogo qualquer mesmo, é um dos maiores clássico do Brasil. É um peso diferente, mas nós estamos preparados. Vamos entrar e fazer o que a gente sabe, que é jogar bola e, se Deus quiser, vamos ganhar essa copa.

E se ganhar, você acredita que a vitória será mais especial?

Acredito sim. Vai ser especial porque vamos ficar na história do Grêmio e em cima do nosso maior rival.

 Para finalizar, manda um recado para a torcida tricolor que apoiou vocês desde o início e sábado estará torcendo pelo grupo.

E aí nação tricolor, aqui é o capitão Matheus Nunes. Vocês pediram a final e ela está aí. Agora bora apoiar mais ainda para que, se Deus quiser, a gente possa levar essa copa para vocês. Estamos juntos nessa, abraço!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler mais sobre isso

Políticas de privacidade e Cookies