Borja fala sobre sua evolução no Palmeiras

0

Eles ( Palmeiras) vinham de ser campeões Brasileiro 2016 com Gabriel Jesus que é um atacante que se movimenta muito no ataque, e eu sou um camisa 9 muito nove mesmo e isso custa.
O técnico Cuca que foi campeão, podia fazer mudanças e buscar opção de me colocar, mas eu respeitei. Ele vinha de ganhar foi isso que ocorreu em 2017.
Era coisa dos torcedores que falavam que chegou o 9 que iria resolver as coisas, porém eu preciso dos outros 10 para me ajudar, do que sabem jogar com a bola. No Atlético Nacional eu precisava do Torres e do Guerra jogadores que sabem jogar com a bola no pé
Desde o primeiro jogo quando comecei no Nacional o técnico Rueda sempre demonstrou confiança em mim e sempre me deixava jogar os 90 minutos, algo que não encontrei no Palmeiras assim que cheguei ao clube
 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies