Bolsonaro pede para Crivella liberar a volta do Campeonato Carioca

Presidente sempre se mostrou contrário a isolamento social durante pandemia do Coronavírus

Sempre contrário à política de isolamento social adotada pelos estados brasileiros para conter a pandemia do Coronavírus desde o último mês de março, o presidente da República, Jair Bolsonaro, teve uma reunião com o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, nesta quinta-feira no Palácio da Alvorada, em Brasília, e, dos vários assuntos, o gestor municipal recebeu o pedido para liberar a volta do Campeonato Carioca.

Segundo Bolsonaro, os jogadores querem retomar as suas atividades e, no que depender do Ministério da Saúde, o futebol está liberado para recomeçar em solo brasileiro.

“O ministério também é favorável a dar um parecer nesse sentido. Os jogadores querem. O que interessa é isso. Espero que o Marcelo Crivella resolva autorizar a volta do Campeonato Carioca e os mesmos aconteçam nos demais estados”, explicou o presidente.

Na terça, Jair Bolsonaro almoçou, na Capital Federal, com os presidentes de Flamengo e Vasco, Rodolfo Landim e Alexandre Campello, respectivamente. Ambos, assim como a Federação do Rio e os outros 12 participantes, querem o retorno do Estadual. Já Fluminense e Botafogo, os outros dois grandes do futebol carioca, são contrários à volta do torneio nesse momento em que os casos de Coronavírus vêm crescendo de forma exponencial. Atualmente, são mais de 310 mil infectados e 20 mil óbitos.

Apesar desses números, o prefeito carioca, Marcelo Crivella deu a entender que pode acatar a sugestão do presidente ao falar da elaboração de um projeto para a reabertura gradual das atividades econômicas na cidade do Rio

“Nós todos sentamos, fizemos o projeto, e eu quero apresentar à comunidade científica para que, diante dos leitos que estamos abrindo e também da diminuição da curva de velocidade de contágio, nós possamos retomar a atividade no Rio”, explicou Crivella.

Em entrevista concedida também nesta quarta ao canal CNN, o governador do estado do Rio, Wilson Witzel, também praticamente liberou a volta do Campeonato Carioca. Segundo ele, o retorno dos treinamentos e dos jogos, desde que sem público, é de responsabilidade exclusiva dos clubes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site Web utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros e web beacons para melhorar a sua experiência online, permitindo-nos adaptar os nossos conteúdos para si com base nos seus interesses e nos seus hábitos de navegação. Ao continuar a utilizar o nosso site Web, você aceita a utilização de cookies e de web beacons pela nossa parte. Para obter informações sobre os cookies que utilizamos, para obter mais detalhes sobre como processamos os seus dados pessoais e para obter informações sobre como pode retirar o seu consentimento (que poderá fazer em qualquer momento), clique em ler nossas políticas Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies