A pedido de governador, CBF muda regra sobre mandos de campo

Anteriormente vetada, prática está liberada para acontecer no Brasileirão

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou que, por maioria de votos, os clubes, durante o Conselho Técnico realizado na semana passada, decidiram vetar as vendas de mandos de campo no próximo Campeonato Brasileiro. No entanto, atendendo a um pedido do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, a prática, mediante algumas condições, volta a estar liberada.

Segundo a CBF, uma partida só pode ter mando negociado dentro de um prazo de um mês antes de sua realização, além de outros fatores não divulgados. No último Conselho Técnico, apenas Flamengo, Atlético-GO, Fortaleza e Ceará se mostraram contrários à proibição de uma equipe negociar um determinado jogo para outra cidade fora de sua sede.

O Brasileirão 2020 começa no início de maio. Atual campeão, o Flamengo estreia no Maracanã, diante do Atlético-MG. Já o Santos, vice no ano passado, inicia a sua caminhada dentro da Vila Belmiro, recebendo o Bragantino, um dos quatro que vieram da Série B.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler mais sobre isso

Políticas de privacidade e Cookies